Registrar-se

Bem-Vindo, Visitante
Você deve se registrar antes de poder postar em nosso website.

Nome de Usuário/E-mail:
  

Senha
  





Pesquisar Fóruns

(Pesquisa Avançada)

Estatísticas do Fórum
» Membros: 316
» Último Membro: momu317
» Tópicos do Fórum: 5,696
» Postagens do Fórum: 105,208

Estatísticas Completas

Usuários Online
Atualmente há 58 usuários online.
» 4 Membro(s) | 53 Visitante(s)
Google, geraldo.marcio, rodrigoqui, decom, Renan Matuck

Últimos Tópicos
P&G compra a bevel
Fórum: Discussão em geral
Última Postagem: Ricardo2010
13 minutos atrás
» Respostas: 7
» Visualizações: 64
Review do sabão Martin de...
Fórum: Avaliação de Sabões (em pote ou stick)
Última Postagem: rodrigoqui
11 horas atrás
» Respostas: 22
» Visualizações: 479
[APP] Shaving Collection ...
Fórum: Listagens completas (ou quase isso) de materiais
Última Postagem: rodrigoqui
, 12:00 AM
» Respostas: 2
» Visualizações: 44
Gillette - Embalagens e m...
Fórum: Gillette - Identificação de modelos vintage
Última Postagem: udrako
, 05:02 PM
» Respostas: 14
» Visualizações: 2,161
Gillette - Formato das La...
Fórum: Gillette - Identificação de modelos vintage
Última Postagem: udrako
, 05:01 PM
» Respostas: 20
» Visualizações: 2,426
Creme de Barbear Sir Faus...
Fórum: Saboes e Cremes de barbear
Última Postagem: Sergio Donnini
, 12:05 PM
» Respostas: 3
» Visualizações: 79
Gillette - Códigos de ide...
Fórum: Gillette - Identificação de modelos vintage
Última Postagem: Thony
, 12:47 AM
» Respostas: 31
» Visualizações: 7,203

 

Foto Da Semana


Fotografias anteriores

  P&G compra a bevel
Postado por: rodrigoqui - 5 horas atrás - Fórum: Discussão em geral - Respostas (7)

A P&G, dona atual da Gillette, tem se preocupado com mercado. Tem lançado modelos de barbeador mais baratos e por aí vai.

Comprou um tempo atrás a Art of Shaving e agora comprou a Bevel. 

Pra quem não conhece a Bevel produz barbeadores e materiais de barbear em geral, com um foco no público negro, para evitar pelo encravados. A P&G aparentemente está de olho justamente nesse mercado com essa aquisição.

Pelo que parece não vá mudar muita coisa para a empresa, mas agora tem acesso ao centro de desenvolvimento da P&G e a gigantesca e efetiva cadeia de distribuição. Não parece ter sido uma dessas aquisições para canibalizar o mercado.

O valor estimado da compra está entre 20 a 40 milhões de dolares.

Vamos torcer para que a Gillette e a P&G esteja bem intencionadas. 

O barbeador da Bevel é um que eu ainda quero testar. Quem sabe agora não chega por aqui?

Imprimir este item

  Creme de Barbear Sir Fausto
Postado por: Sergio Donnini - , 09:32 AM - Fórum: Saboes e Cremes de barbear - Respostas (3)

Caros,

Alguém já ouviu falar ou usou este creme? Encontrei por acaso na For Lords. Até achei o preço interessante levando-se em consideração que é uma embalagem de 200 g.

   

Imprimir este item

  Creme de Barbear Fine
Postado por: rodrigoqui - 09-12-2018, 07:43 AM - Fórum: Saboes e Cremes de barbear - Respostas (7)

A Fine está lançando agora um creme de barbear para sua linha.

O lançamento inicial vai ser apenes com os aromas American Blend e Patinum, o barbershop deles e a copia do Aventus respectivamente. O valor inicial será US$16.

O creme é feito na holanda assim como o sabão e vem com 100 mL.

Segundo a Fine o sabão deles é feito pela mesma empresa que faz o famoso Tabac e é o mesmo sabão. E pela composição e relatos pela internet parece ser verdade. O creme não prece ser o mesmo que o Tabac, a composição é bem diferente.

A composição: Aqua, Stearic Acid, Myristic Acid, Potassium hydroxide, Coconut Acid, Glycerin, Fragrance, Triethanolamine, Sodium hydroxide.

Agora é esperar os reviews para ver como ele se sai por aí...


[Imagem: lWlsyb6.png]

[Imagem: BtskYzU.png]

Imprimir este item

  Review do sabão Martin de Candre Agrumes
Postado por: rodrigoqui - 08-12-2018, 04:49 PM - Fórum: Avaliação de Sabões (em pote ou stick) - Respostas (22)

[Imagem: ZBL0EsF.png]

O MdC é um sabão premium e reconhecido pela comunidade de wetshaving como o rei dos sabões, e essa fama não é insignificada, é um sabão excelente. Mas é também bastante controverso, e para muitos não passa do mais famoso caso de hype no wetsahving.
 
A saboaria Martin de Candre é famosa por produzir sabões utilizando a tradicional metodologia de Marselha e apesar de algumas pequenas modificações na receita, eles seguem vários dos princípios básicos dessa escola de saboaria (coisa que a grande maioria dos soapmakers não faz) e isso é relevante para o sabão de barbear. Eles não fazem especificamente apenas sabões de Marselha, o sabão de barbear mesmo não é, mas seguem alguns dos princípios. E é legal ressaltar que o sabão de barbear apesar da fama que tem está bem longe de ser o principal produto deles, o carro chefe mesmo são os sabões de banho, mundialmente famosos.


[Imagem: 3g3OqHe.jpg]
[Imagem: 578mInN.png]
 

Caso se interessem sobre o assunto de como é feito um sabão de barbear sugiro ler o tópico sobre os sabões e sua composição, talvez ajude um pouco aqui. Mas resumindo, um sabão é feito reagindo-se uma gordura, óleo ou ácido graxo com uma base, no caso dos sabões de barba o mais comum é uma mistura de hidróxido de potássio e de sódio, no MdC apenas o de potássio é utilizado. Os produtos da reação são sais de sabão, no caso sais de ácidos graxos, e quando é utilizado gordura ou óleos também é produzida a glicerina. Então a glicerina é um produto da reação de saponificação e ela automaticamente é produzida. Mas aqui está a grande diferença da saboaria de Marselha, é comum a realização de uma etapa chamada de “Epinage“. Essa etapa é histórica nos sabões de Marselha, consiste na lavagem do sabão produzido para retirada de impurezas e da glicerina. Era realizada utilizando-se a água do mar. Hoje em dia os produtos de partida para produção de sabões são super limpos e sem contaminações, mas não era o caso vários séculos atrás. Essa etapa consiste em adicionar água com sal (hoje em dia não precisa mais de ser água do mar) ao sabão pronto, deixar a mistura em repouso por um tempo e depois retirar o líquido. Dessa forma boa parte da glicerina do sabão sai junto e antigamente algumas impurezas e excesso de base também. Hoje em dia quando essa etapa é feita basicamente apenas a glicerina é removida, já que temos poucas impurezas e a quantidade de base é bem controlada. Essa parte da saponificação é chata, demorada e precisa ser feita com bastante controle, para que se evite perdas e o resultado final fique de acordo! E isso é bastante diferente do que é feito por outros (todos outros ao que me consta) produtores artesanais de sabão de barbear mundo afora. Normalmente a mistura dos componentes e a reação é feita em alguns minutos ou horas, dependendo se vai ser a quente ou a frio e já vai para embalagem, para curar por alguns dias (se feito a frio) ou ir embora direto (se feito a quente). A Martin de Candre não assume que faz isso para os sabões de barbear, embora faça para vários dos sabões de banho, mas por todas as características dos sabões de barba, discussões, entrevistas e pelo resultado final é esperado que eles passem por esse processo também.

Tá, então qual a diferença dessa etapa? Quando a boa parte da glicerina é retirada do sabão algumas coisas acontecem, e no MdC fazem toda a diferença!

A primeira, e mais óbvia, é que ele vai ficar bem mais duro! A glicerina é um liquido viscoso e quando o sabão é feito apenas com hidróxido de potássio (como é o caso do MdC) existe a tendência de que o sabão fique mais macio naturalmente. Quando é utilizado apenas hidróxido de sódio ao contrário o sabão fica super duro (e não funciona para barbear diga-se de passagem, mas é comum nos de banho). No MdC, como a glicerina que é um liquido é reduzida, o sabão adquire uma textura muito diferente de outros sabões feitos apenas com hidróxido de potássio. Somado a isso ele passa por uma loooonga cura de 5 a 6 meses, até que fiquem bastante secos. Com isso eles são muito duros! Não são duros como um triple milled, mas são BEM duros! Olha uma foto deles enquanto estão passando pela cura:


[Imagem: MF1DyHT.jpg]
[Imagem: nsbIRE4.png]
 


Outra diferença causada por esse processo é um aumento da “densidade de sabão”. Em um sabão normal aproximadamente 15 a 20% é composto por glicerina, no caso do MdC esse número é BEM menor. Não dá para falar quanto pois o valor não é divulgado, mas é pequeno. Sendo assim, temos mais sabão no sabão e ele vai render mais. E o rendimento do MdC é digno de nota e até de lendas, quem nunca viu a lenda do milagre de S. Martin de Candre dê uma procurada. rsrs Rende absurdamente esse sabão, parece que nunca vai acabar.

A última diferença que vou ressaltar que essa falta de glicerina causa é também famosa. A glicerina é um composto utilizado como hidratante e umectante. Ela hidrata muito bem além de ajudar a fixar água nas coisas. Essa baixa quantidade de glicerina faz com que a hidratação desse sabão seja bem fraca, diria até medíocre, e ele resseca muito rápido na pele. Como tem pouca glicerina a espuma perde água um pouco mais rápido que o normal e se bobear com a espuma no rosto por muito tempo ela vai ficar mais seca. Não é nada que atrapalhe o uso ou que seja exagerado. Mas é notável, se fizer MUITA hora ela dá uma ressecadinha e tem que dar mais uma mexida para voltar. Em um uso normal não dá nem para perceber isso, tem que fazer hora mesmo. Tem até um vídeo legal do Mauro di Lernia onde ele deixa a espuma esfarelar no rosto para mostrar isso. É um caso extremo mas acho importante citar também.
 

Mas bem, porque eu estou falando tanto sobre isso e não começo logo esse review? Esse é um sabão artesanal completamente diferente de todos outros artesanais. E pouca gente sabe sobre isso, então achei legal explicar um pouco mais sobre a lenda Martin de Candre. Agora vamos ao review propriamente dito que é o que importa...

 
1. Apresentação:

O sabão vem em uma bela caixa dura branca em um pote de plástico (PETG) bastante grosso e pesado. Até alguns anos atrás vinham em potes de vidro praticamente iguais aos de plástico, mas hoje em dia saíram de linha. Eles oferecem também outras opções de embalagem por vezes. A primeira é um bowl de madeira em que o sabão vem aberto e o bowl cheio até transbordar de sabão, tem alguns potes de vidro estilizados também, como um quadrado e coisas do tipo, parecendo vasilhas de sobremesa. Tem uma opção de bola de sorvete, só uma bola do sabão. E por fim outra que acho legal que é um suporte para pincel e SR e um cubo com sabão junto. Em baixo uma foto da embalagem na versão que eu tenho e uma com o novo rótulo que estão utilizando. E algumas das ofertas de embalagens que eles também fazem.

O rótulo antigo:

[Imagem: 3QMNjgo.jpg]
 

O novo, lançado recentemente:

[Imagem: vs1RSsR.jpg]

 
Outras opções de embalagens que eles oferecem:


[Imagem: ZnVr8Ay.jpg]
[Imagem: nd5lqka.jpg]
[Imagem: sVNDGJ6.jpg]
 


E alguns ainda oferecem a opção de comprar embalagens de 50g:

[Imagem: FnWRnoF.jpg]
 

2. Preço:

O preço do sabão para os potes de 200g com tampa varia de 45 a 55 euros. O Agrumes ou cítrico especificamente custa 49 euros. Ressaltando que isso é para 200 g de sabão. É muito caro! Não dá para falar que é barato pois não é. É caro. Mas compensa? Aí é uma discussão interessante. Pra começo de conversa se formos olhar quanto sai 100g do sabão, que é a quantidade normal que é vendida por outras marcas, o valor cairia para algo próximo a 23 euros (dependendo do aroma). Bem próximo ao que é cobrado por diversas marcas. E até menos que algumas... Outra coisa importante, ele não acaba nunca! Ele rende absurdamente, e sua quantidade de usos tende ao infinito. Então se formos botar na ponta do lápis quanto sai cada barbear com ele é na verdade um sabão mais barato que a maioria dos outros sabões de barbear especiais que usamos. Não dá nem pra comprar com os croaps por exemplo que duram bem menos. Mas ainda assim é um custo inicial BEM alto. E não acho que valha a pena para todo mundo. É um sabão que acho caro, embora em quantidade de usos ele seja super competitivo. Eu ganhei o meu, senão não teria comprado. E ainda bem que ganhei, senão não saberia o que estava perdendo. E dá pra achar uns descontos BEM legais por aí, no fim do texto eu explico.
 

3. Composição:

Stearic acid, cocus nucifera oil, potassium hidroxide, glycerin, sodium chloride, parfum.

Sim só isso de ingredientes. É a lista de ingredientes mais enxuta de sabões de barba, temos outras listas simples como essa em outros sabões, mas mais simples que essa não tem. Ele tem tudo que um sabão precisa para funcionar bem. Tem uma dose considerável de ácido esteárico que quando saponificado produz uma espuma super densa e óleo de coco que contrabalanceia isso sendo mais fácil de espumar e produzindo espumas mais aeradas. O conjunto dos dois, na proporção utilizada faz desse sabão um opção muito interessante. Tem a base utilizada na saponificação, a glicerina que é natural na produção do sabão e o sal utilizado na etapa de “epinage”.
 
 
4. Aroma:

[Imagem: cEXVBIE.jpg]
 

Os aromas dos MdC que testei são dos mais naturais já senti em algum sabão. São aromas bem simples, mas muito bem construídos e super naturais. O Agrumes é o cítrico da linha, tem um cheiro de uma mistura de laranja, limão e algum outra fruta cítrica no meio. É um cheiro cítrico frutal MUITO gostoso. Meu cheiro preferido em perfumes, sabões e afins é o de laranja, então sempre que tenho a oportunidade pego o sabão de laranja de alguma marca. Com o MdC não seria diferente. É o mais natural que já senti, e muito bom. Empatado em primeiro com alguns outros com esse toque. O cheiro não é forte nem vai tomar o ambiente, mas também não falta. Citando aqui os outros, posso falar que o Fougere tem o cheiro do céu! Acho igualmente incrível. O Vetyver tem um aroma basicamente de vetiver, bastante “cru” com um toque do aroma de base dos MdC. O sem aroma tem o cheiro de base dos MdC. Esse aroma base deles é curioso. Segundo relatos pela internet todos os sabões deles menos o Agrumes tem essa nota de fundo padrão. E de todos que senti posso dizer que é verdade. Dizem as más línguas que a fábrica tem um aroma base tão forte que enquanto o sabão está curando por alguns meses ele adquire o aroma de fundo da sala de cura. Não acredito nessa história mas é uma versão interessante. Para mim é uma mini adição de notas especificas na base dos sabões (menos no agrumes), então mesmo o sem cheiro tem um cheirinho de leve.

Um adendo sobre aromas. Algumas pessoas relatam alergia quando usam algum MdC, então gostaria de discutir um pouco sobre isso por aqui. A Martin de Candre utiliza apenas fragrâncias naturais, em todos os sabões de barba. E muita gente vê isso como uma grande vantagem e que deveria reduzir a incidência de alergia quando comparado com aromas sintéticos. Mas isso não é bem verdade. Um aroma sintético é feito geralmente de algumas moléculas sintéticas idênticas as naturais e uma ou outra sintética específica. Colocando um número aleatório vamos dizer que um aroma sintético de uma fruta tenha 5 moléculas diferentes, sendo que a maioria delas copias exatas dos componentes naturais. Já um aroma natural é extraído da planta ou outra coisa e geralmente contem centenas de compostos químicos diferentes. É muito mais fácil se ter alergia a uma centena de compostos químicos diferentes do que a meia dúzia. Os aromas naturais são, por conta disso, MUITO mais complexos e agradáveis que sintéticos, mas também podem causar alergia mais facilmente. Mas isso, claro, falando de aromas sintéticos de qualidade, tem muito aroma sintético porcaria no mercado que nem dá para saber o que se tem lá dentro. Outro fator importante também é a concentração. Se tiver muito aroma, seja natural ou sintético, a possibilidade de se ter alergia aumenta bastante. Os MdC para barba não possuem aromas muito fortes, mas são sempre naturais. Talvez por isso algumas pessoas tenham alergia a eles. Eu não tive a nenhum dos que testei.
 

5. Espumabilidade:

Esse sabão espuma muito facilmente. Só de olhar torto ele já começa a espumar. Isso é consequência da grande quantidade de óleo de coco que ele tem. É muito fácil agregar ar a mistura, e muito rapidamente ela ganha volume, característica dos sabões ricos no óleo de coco. Mas isso não significa que essa é a melhor espuma que ele pode produzir. Postei algum tempo atrás um vídeo em que a pessoa dá três voltas do pincel sobre o sabão e trabalhando isso consegue encher um bowl de espuma. Não é usável, mas encheu o bowl com apenas 3 voltas!


Como eu gosto de espumar esse sabão? Gosto, como de praxe para mim, de começar com o pincel mais seco e carregar MUITO! Quando carrego pouco o MdC consigo rapidinho uma espuma de ótima aparência mas para uso não fica legal. Fica aerada demais e peca no deslize e proteção. Mas quando carrego muito sabão e coloco uma quantidade razoável de água ele se transforma. Fica uma espuma muito cremosa, densa e brilhante. Quando a espuma fica desse jeito ninguém segura esse sabão. E não é nada complicado, só carregar tempo suficiente e colocar uma quantidade normal de água. Como ele espuma muito fácil e rápido as vezes acho que as pessoas param de carregar antes da hora e por isso tem resultados pouco satisfatórios com ele. Mas sei lá... Para mim, isso funciona para a maioria dos sabões, quanto mais carrego melhor o resultado.

Quando chego no ponto com ele acho curioso, pois ele é um sabão tipicamente magro, mas tem uma espuma com aparência e comportamento de sabão mais gordinho, levemente acima do peso rs.
Resumindo, é muito fácil de espumar, e se carregar bastante e colocar uma quantidade normal de água fará uma espuma excelente e sem muito trabalho. É fácil.
 
6. Performance:

Um sabão pra mim tem basicamente 4 características principais e cada uma com sua devida importância. Facilidade de espumar, deslize, proteção e pós barba. São nessas quatro características em que geralmente me foco.

A primeira delas é a facilidade de espumar. E como já disse acima é super fácil! Depois que peguei o jeito de carregar é sempre gol com ele. E isso é importante para mim. Um sabão que adoro é o MWF, mas convenhamos, é um saco de espumar. Outro exemplo para mim são os P&B, ótimos sabões, mas para chegar do jeito que gosto é chato, pois gosto deles num ponto bem especifico. Com o MdC não tem essa graça, bateu o pincel por lá espumou.

Deslize e proteção vou discutir juntos aqui. Quando a espuma fica aerada são ruins. Não dá pra salvar. Mas se a espuma fica no ponto, e é fácil deixar ela no ponto, são topo de linha. Tanto o deslize e proteção para mim estão no nível dos melhores sabões que já testei. E diria até que a proteção dele se destaca para mim. Existe sabão que deslize mais que ele? Provavelmente sim, e diria que o mwf entra nessa aqui, mas a diferença é pequena. Que protege mais que ele? Talvez tenha, mas nunca usei, já testei alguns equivalentes no entanto. Agora com deslize e proteção no nível que ele oferece e com a facilidade de espumar que ele tem nunca vi. A espuma sempre fica alto nível. Não consigo achar defeitos em uso. Eu o considero excelente. Mas aqui é um ponto importante. Não é todo mundo que gosta dele. Ele tem uma lista enorme de adoradores, e me incluo nela, mas tem uma lista igualmente grande de pessoas que não gostam dele. Então só dá para saber se ele vai ser do seu agrado testando.

Por fim tem a sensação pós barba dele. Ela é normal para mim. Não deixa minha pele hidratada nem nada do tipo mas também não resseca a pele. Eu particularmente não me importo que um sabão que não ajude no pós barba, eu já nem uso loção ou nada do tipo normalmente então isso para mim não é um defeito. O que não gosto é de sabões que ressequem a pele, como o Arko ou o La toja fazem comigo. E ele está longe de ressecar a pele. Mas também não ajuda em nada. Se curte um sabão com ótimo pós barba fuja desse daqui.
 
7. Considerações finais:

Esse é um sabão que considero ímpar e, para o meu gosto, MUITO bom. Consigo com ele uma espuma cremosa, densa, super protetora e com ótimo deslize, tudo que gosto em um sabão com a vantagem de ser fácil de espumar. É um sabão caro, mas que se botar na ponta do lápis e relevar o custo inicial vale a pena. O aroma do agrumes, para quem gosta de cítricos/frutais é super natural e delicioso, e os outros não ficam para traz, com destaque para o fougere que cheira perfeição. É um marco dos sabões de barbear e acho que quem pode comprar um não perca a oportunidade e teste para saber se é para você ou não.

A G&C envia com o frete em conta e ainda dá pra ter uns descontinhos BEM legais, não tem de pagar o VAT de 21% e ainda tem mais 10% com os cupons deles, fazendo as contas pode valer a pena trazer um.

Eu sou muito feliz com o meu!



Aqui está um tópico com alguns vídeos sobre a produção de sabões pela MdC e com o vídeo da espuma sendo feita apenas com 3 voltas do pincel no sabão:

https://www.barbeartradicional.com.br/fo...p?tid=5701

Imprimir este item

Lingua:
Tema: