Registrar-se

Qual a diferença entre cremes e sabões?
rodrigoqui

administrators

Posts: 2,811
Juntou-se: Aug 2015
Reputação: 17
#1
28-09-2017, 07:28 PM

O confrade Foguinho deu a ideia de fazer esse tópico então está aí!
Ficou meio grande e denso mas espero que ajude e que gostem.


[Imagem: 1aRwdL9.jpg]



Os cremes e sabões de barbear são duas coisas que servem ao mesmo proposito, que é fazer a espuma para o ato. Mas apesar de fazerem a mesma coisa tem características físicas diferentes, um é duro (ou um pouco macio) o outro é uma pasta mole. Essa diferença entre os dois faz com que alguns prefiram usar sabões outros cremes. Os sabões normalmente existem hoje em mais variedade e rendem absurdamente mais, já os cremes são muito mais práticos de se usar, colocou pra fora já pode espumar.


 A primeira coisa que nos vem à cabeça então sobre essa dupla é que se os dois são iguais e só se muda a textura, um creme é só um sabão com mais água! Mas não é bem assim que funciona. E se fosse imaginem o tanto de cremes que não teríamos a venda? Porque vem bem menos produto, mais água e custa o mesmo. A margem de lucro seria bem maior e os artesãos só fariam isso, pq o dinheiro importa! E isso não acontece. Vou tentar explicar mais abaixo o porquê isso não funciona assim e porque temos pouquíssimos cremes artesanais no mercado.


Bem, vamos fazer um experimento mental rápido aqui. Todo mundo já viu um sabonete no banheiro depois do banho quando acumula água. Aquilo fica com a textura super estranha, um pouco se dissolve e um pouco não, derrete uma parte. Resumindo o trem não combina direito. E é bem assim que funciona na realidade, apesar dos sabões de barba serem bem diferentes dos sabões de banho o mesmo aconteceria. Se apenas colocarmos mais água nos sabões de barbear tradicionais, uma parte do sabão ia se dissolver, uma parte ia virar uma pasta com textura estranha e outra ia ficar ainda bem dura. Os sabões da forma como são feitos não conseguem suportar um teor grande de água na composição final, eles iriam separar fase (um termo que usamos na química que indica que iriamos ter um tanto de água boiando e uma parte do sabão no fundo). Os cremes apesar de serem muito parecidos com os sabões não podem ser simplesmente uma versão aguada destes, pois depois de alguns dias (ou horas mesmo) iriamos ter essa separação de fases. Então, nos cremes temos normalmente que adicionar algum componente que estabilize essa mistura, além disso, temos de conseguir uma composição final que seja mais macia naturalmente. Ou seja, temos de criar nos cremes uma composição naturalmente mais macia e que suporte mais água.


Pouquíssimos cremes tem uma fórmula que até lembra a de um sabão, mas sempre tem um ingrediente ou outro para reduzir a dureza, como óleo mineral, silicatos, silicones ou algo do tipo. Um creme simples com fórmula de sabão é muito incomum, pois não funcionaria tão bem (não em termos de espuma, mas estabilidade final do produto).


Então a textura é a única diferença entre os cremes e sabões? Em teoria sim, se é duro é sabão e se é macio é um creme, mas para que um creme fique macio alguns artifícios tem que ser utilizados e o resultado final da composição na maioria dos casos (existem algumas ótimas exceções) acaba influenciando no comportamento da espuma. Ou seja, para que um creme seja um creme a espuma vai ser levemente diferente de modo geral. Vou ir mostrando exemplos no texto então de quais características alguns cremes possuem ao longo da discussão.
 

Depois de todo esse lenga lenga então por que os cremes então são mais macios? O que temos de fazer ou não fazer para que um creme seja um creme? Vou explicar abaixo.


A primeira coisa e mais importante, não se pode usar Tallow! Isso mesmo, tallow normalmente acaba com a textura de um creme, isso por que depois de saponificado o tallow fica bastante duro. Essa dureza final após a saponificação da gordura animal impede que se façam cremes com facilidade com esse ingrediente famoso. Isso significa que não existem cremes com tallow? Não! Eu me lembro de já ter visto dois ou três cremes com tallow na minha vida e nem me recordo quais, pois não eram dos mais comuns. Como funciona então? A empresa tem colocar uma quantidade muito pequena de tallow e garantir com os aditivos que a textura vai ficar macia para pode usar. Agora pergunto, vale a pena? Colocar apenas um tequinho do ingrediente só pra dizer que tem? Por isso na esmagadora maioria das vezes você não vai ver cremes com tallow. Agora que vimos a principal proibição nos cremes vamos o que pode ser feito para tornar um creme macio.


[Imagem: JweBbZu.jpg]


Vou citar aqui primeiramente o um dos únicos cremes que eu conheço que em teoria não faz praticamente nada para se tornar um creme, apenas modula a quantidade de água e as proporções entre ácido esteárico e óleo de coco par achegar nesse resultado e coloca apenas  um aditivo simples. É o Fix-Modell. Agora, ele é um produto brasileiro que possui uma legislação especifica um pouco mais branda com relação a rotulagem de produtos (embora eficiente ela permite algumas manobras que acho erradas), então não tenho certeza que não tem lá um agente que vai reduzir ainda mais a viscosidade ou algo do tipo. Mas bem como a formulação dele está disponível e é comum por aqui não poderia deixar de citar. A única coisa que ele possui de diferente é o acido bórico (ou borato de sódio em algumas versões), que sozinho funciona como um conservante e tampão, além de conferir uma textura ligeiramente mais mais macia cremosa, formando algo tipo um filme, contudo não é tão eficiente. Mas em conjunto com outros aditivos é excelente para deixar formulações realmente bem mais cremosas.

[Imagem: mRL1hab.jpg]


Bem, saindo desse que é o tipo de creme mais próximo aos sabões, com apenas uma modificação simples,  temos os que eu considero como os mais próximos aos sabões em sua função e formulação. Ou seja, possuem uma fórmula (na parte saponificável) incrivelmente próxima a de um sabão tradicional, mas para resolver o problema de textura um ou alguns aditivos simples são acrescidos a formulação. Existem diversos aditivos que podem ser acrescentados aos cremes, mas os mais utilizados hoje em dia são, óleos minerais, silicones, sílicatos, acido bórico ou borato de sodio (olha ele aqui de novo), glicerina e propilenoglicol, todos bastante comuns e não interferem fortemente na formulação, atuam mais diretamente na estrutura física.


Primeiro vou abrir um parêntese sobre o uso de propilenoglicol. Escuto muito falar que ele é super tóxico e que é usado como refrigerante do motor e tudo mais. Bem ele é apenas um irmão pobre da glicerina. Pertencem a mesma classe de compostos e funcionam de forma muito semelhante. Ele realmente é usado como refrigerante de motores, e sabem outra coisa que também é usada pra isso? Água! Os dois em conjunto são excelentes como refrigerantes de motor por motivos que não vem ao caso aqui, e nem por isso tem que ser tóxicos. É importante reduzir um pouco o medo de produtos químicos só pelo nome ou pelas aplicações deles. Abri esse parêntese, pois já li muito isso internet a fora, inclusive no fórum.


Votando ao assunto então. Vou citar aqui primeiro o caso do creme Dr Selby. O creme tem a formulação quase igual a do sabão, acrescido apenas de borato de sódio e silicatos. Quando um silicato ou silicones são adicionado a uma formulação, devido a natureza deles mesmo (todo mundo já viu um silicone na vida...), a textura do creme fica muito mais macia e bem menos água é necessária para deixar o creme na textura certa. Além disso quando se combina ácido bórico com silicones e silicatos é produzido uma coisa ainda mais gelequenta e cremosa. Como vantagem, a adição de silicones e silicatos na composição ainda aumenta o deslize. Então essa dupla aumenta o deslize e deixa a textura ótima e reduz a quantidade de água extra necessária. Acho essa a melhor combinação possível para um creme, mas isso sou eu. Outros cremes que fazem uso disso são por exemplo, os Gillette, Bozzano e Palmindaya.


[Imagem: 9bgcZge.jpg]


Outro caso bem interessante é a dos cremes da MEM de Israel. São outros cremes muito próximos a sabões, mas com apenas o acréscimo do borato de sódio e dessa vez óleo mineral. Assim como no caso anterior a presença desse óleo vai naturalmente deixar a formulação menos dura então menos água vai ser usada no fim e como óleo mineral não é uma gordura, ela não deixa o creme gorduroso atoa e não vai ser saponificado. Aumenta o deslize e reduz o consumo de água, ótima coisa! Mais uma solução pouco complicada para o problema.


[Imagem: TK641iD.jpg]


Saindo desse grupo que apenas faz pequenas mudanças na composição para resolver o problema, vamos entrar agora no grupo mais comum, o que muda a composição da parte saponificável e ainda acrescenta algo. A forma mais comum na produção de cremes é a adição de algum (ou alguns) ácidos graxos que depois de saponificados produzem “sabões”, no sentido químico da palavra, bem menos duros que o do ácido esteárico e o óleo de coco juntos. O que é feito então? Normalmente é adicionado Junto do ácido esteárico o ácido Mirístico e/ou palmítico, que são irmãos menores do ac. Esteárico. Como possuem menos carbonos se ligam de forma mais fraca deixando o produto mais macio. Além disso, esses ácidos graxos quando saponificados produzem bolhas com mais facilidade, rapidez e com maior tamanho que o acido esteárico. Isso faz com que a formação de espuma seja muito fácil, rápida mas se não tomarmos muito cuidado com o tamanho das microbolhas elas vão perder água mais rapidamente (por causa do tamanho) e a espuma ficará ligeiramente menos estável. Mas isso se contorna com a experiência, dosando bem a quantidade de água usada e trabalhando bem a espuma ela ficar igual as outras.


[Imagem: CDk5yPl.png]


Mas bem depois dessa discussão toda chegamos no creme? Não! Essa mistura apesar de muito mais macia, ainda precisa de muita água para chegar no estado de creme, e o mesmo problema dos sabões do início ainda iria ocorrer, a separação de fases. Então os fabricantes ainda adicionam comumente a trietanolamina que é um ótimo tensoativo para estabilizar esse tipo de mistura, e aí sim podemos colocar água o suficiente para chegarmos no creme. Aqui sugiro a leitura dos tópicos da água dura e das composições dos sabões para entender melhor seu funcionamento. Bem, agora chegamos no resultado final que queremos, um creme. Modificamos os itens a serem saponificados e colocamos trietanolamina para estabilizar a mistura. Isso é o que a grande maioria dos fabricantes fazem, vou deixar alguns exemplos. O TOBS é feito dessa forma, assim como a maioria dos outros cremes ingleses, Old Spice, Godrej e praticamente todos os outros que você olhar vão ser assim. Esses cremes são ruins por mudar a composição? Claro que não! São inclusive dos mais vendidos de todos, mas aqui a forma como a espuma é formada é influenciada pela composição, que é uma curiosidade interessante. Não é nenhum demérito ser feito dessa forma, tanto que é a mais usada no mundo.


[Imagem: IDPXcaw.jpg]


Por fim tem uma última forma de mudança na composição para a produção de cremes. Que são as empresas que fazem tudo que foi discutido de uma vez. Mudam os componentes a serem saponificados ou os espumogenos, e acrescentam vários aditivos para que no fim o creme tenha a textura certa. Um dos componentes espumogenos que podem ser adicionados (e é na maioria dos cremes desse tipo) são detergentes sintéticos para contribuir ainda mais nessa formulação. Esse tipo de creme possui formulações com maior complexidade, mas que funcionam no fim das contas tão bem como qualquer outro deles. Só que é mais trabalhosa de produzir e requer um alto controle na criação devido a maior quantidade e complexidade de ingredientes. Aqui não se tem muito o que discutir pois já foi tudo falado nos tipo anteriores. Como exemplos interessantes aqui temos o Proraso e a maioria dos cremes portugueses. Todos excelentes, novamente. Ressaltando, essas mudanças não deixam o produto pior ou melhor, apenas com textura diferente.


[Imagem: vF0MURl.jpg]


O caso do Proraso é interessante discutir aqui. Ele é um dos que o sabão e o creme são quase iguais, mas não porque o creme é um sabão com água, mas sim porque no caso deles, o sabão é um creme com menos água e mais duro. Apenas uma curiosidade.


[Imagem: Eh6ehnq.jpg]


Bem, terminando a discussão da composição uma coisa é importante de ser notada. Como o teor de água é muito maior nos cremes que nos sabões existe uma possibilidade maior deles estragarem. Portanto é comum a presença de alguns conservantes na formulação evitando problemas devido ao teor de água. Não que estraguem com facilidade, mas o maior teor de água aumenta a probabilidade.


Finalizando então, por que não existem mais cremes artesanais? Acho que com esse texto fica mais fácil de explicar. Eles são mais difíceis e trabalhosos de se desenvolver e fazer que os sabões, simples assim. A maioria dos soapmakers já tem uma receita boa, um mercado já bem definido, então não acho que vão se arriscar a fazer algo bem mais difícil e complexo como um creme. As indústrias tem bem mais dinheiro, para investir num desenvolvimento de formulação, mas os caseiros sofrem um pouco com isso. Eles tem duas opções, produzir um excelente sabão, com muita facilidade ou ralar muito pra tentar achar uma formulação de creme que funcione e fique com um bom resultado final. Bem a falta de cremes artesanais no mercado já indica o que eles escolhem certo?


Mas bem, depois de todo esse testamento gigantesco, o que é melhor sabões ou cremes? É a gosto do cliente, quem prefere creme usa creme, quem prefere sabão usa sabão e todo mundo fica feliz. Um tem como vantagem uma maior durabilidade e variedade o outro uma maior praticidade e facilidade de espumar. Eu gosto dos dois e sigo me barbeando sem me preocupar.

Responder
udrako

administrators

Posts: 17,720
Juntou-se: May 2015
Reputação: 14
#2
28-09-2017, 07:46 PM

Parabéns!
Excelente artigo !

Responder
Thony


Posts: 2,111
Juntou-se: Jul 2017
Reputação: 8
#3
28-09-2017, 07:48 PM

Parabens, vc deu uma aula sobre o assunto........................aprendi muito com seu texto.

As coisas sempre parecem impossíveis até que sejam feitas -  Nelson Mandela


Responder
Moreira


Posts: 1,337
Juntou-se: May 2015
Reputação: 16
#4
28-09-2017, 09:22 PM

Cara, que tópico bacana! Os exemplos foram ótimos e esclarecedores, parabéns!

Enviado de meu SM-G610M usando Tapatalk

conhece o @jose.monserrat.pou no instagram?

Responder
danilo

administrators

Posts: 6,462
Juntou-se: May 2015
Reputação: 15
#5
28-09-2017, 10:22 PM

Smile qndo tem a primeira turma se quimica do prof rodrigo? Genial!


Sent from my iPhone using Tapatalk

“Freedom is not worth having if it does not include the freedom to make mistakes.”
― Mahatma Gandhi

.

Tem foto? Então nao acredito! =P

Responder
geraldo.marcio


Posts: 290
Juntou-se: Jul 2015
Reputação: 5
#6
28-09-2017, 11:21 PM

Excelente artigo!

Responder
aspoletto


Posts: 1,258
Juntou-se: May 2017
Reputação: 3
#7
28-09-2017, 11:35 PM

Eu mudaria o título do tópico para algo como "Por que quase não vemos cremes artesanais? A diferença entre sabão e creme".

Concordo no "denso" ali no começo, pulei 1 ou 2 parágrafos sobre química. Confused

No entanto, entendi o propósito de tudo que explicou na conclusão.

Deja vu!
I've just been in this place before

Responder
MarcosBertotti


Posts: 831
Juntou-se: Sep 2016
Reputação: 2
#8
29-09-2017, 07:31 AM

Putz! Mano, disparado o melhor post do ano. Parabéns!

Do It Yourself

Responder
Foguinho

Super Moderators

Posts: 3,231
Juntou-se: Jun 2016
Reputação: 15
#9
29-09-2017, 11:02 AM

(28-09-2017, 07:28 PM)rodrigoqui Escreveu: O confrade Foguinho deu a ideia de fazer esse tópico então está aí!
Ficou meio grande e denso mas espero que ajude e que gostem.



"Meio grande" era a minha ignorância sobre o assunto antes de ler o tópico.... Tongue

Muito bom o tópico Rodrigo, fácil de entender e muito esclarecedor.

Muito obrigado.

Responder
rodrigoqui

administrators

Posts: 2,811
Juntou-se: Aug 2015
Reputação: 17
#10
29-09-2017, 01:49 PM

Que bom que gostaram! Fico feliz que ajudou a esclarecer as coisas.

Esse deu um trabalho bem grande para fazer e demorou bem, mas que bom que deu certo.

E se tiverem sugestões ou algo do tipo é só dizer!

Responder



Lingua:
Tema: