Registrar-se

F.C. Blank - Engraver
udrako

administrators

Posts: 18,285
Juntou-se: May 2015
Reputação: 14
#1
15-03-2020, 01:27 PM

Um pouco sobre o trabalho artistico do homem que foi o designer e engraver da Gillette de 1909 a 1931.

Vale notar nos "croquis", os nomes de alguns ilustres clientes.

[Imagem: fcb_Page_01.jpg]

[Imagem: fcb_Page_02.jpg]

[Imagem: fcb_Page_03.jpg]

[Imagem: fcb_Page_04.jpg]

[Imagem: fcb_Page_05.jpg]

[Imagem: fcb_Page_06.jpg]

[Imagem: fcb_Page_07.jpg]

[Imagem: fcb_Page_08.jpg]

[Imagem: fcb_Page_09.jpg]

[Imagem: fcb_Page_10.jpg]

[Imagem: fcb_Page_11.jpg]

[Imagem: fcb_Page_12.jpg]

[Imagem: fcb_Page_13.jpg]

[Imagem: fcb_Page_14.jpg]

[Imagem: fcb_Page_15.jpg]

[Imagem: fcb_Page_16.jpg]

[Imagem: fcb_Page_17.jpg]

[Imagem: fcb_Page_18.jpg]

[Imagem: fcb_Page_19.jpg]

[Imagem: fcb_Page_20.jpg]

[Imagem: fcb_Page_21.jpg]

[Imagem: fcb_Page_22.jpg]

[Imagem: fcb_Page_23.jpg]

[Imagem: fcb_Page_24.jpg]

[Imagem: fcb_Page_25.jpg]

[Imagem: fcb_Page_26.jpg]

[Imagem: fcb_Page_27.jpg]

[Imagem: fcb_Page_28.jpg]

[Imagem: fcb_Page_29.jpg]

[Imagem: fcb_Page_30.jpg]

[Imagem: fcb_Page_31.jpg]

[Imagem: fcb_Page_32.jpg]

[Imagem: fcb_Page_33.jpg]

[Imagem: fcb_Page_34.jpg]

Responder
Thony


Posts: 2,462
Juntou-se: Jul 2017
Reputação: 8
#2
15-03-2020, 06:08 PM

Muito interessante

Enviado de meu SM-G530H usando o Tapatalk

As coisas sempre parecem impossíveis até que sejam feitas -  Nelson Mandela


Responder
jlcarneiro


Posts: 757
Juntou-se: Nov 2017
Reputação: 0
#3
15-03-2020, 08:53 PM

Uau! Belíssimas gravações!

O que achei mais interessante é que o povo analisa o preço da época (1 ou 2 dólares) e acha que era barato. Fora a correção (nem vi ainda o equivalente de hoje a 2 dólares em 1950), alguém pagaria por um serviço tão detalhado (e, por isso, caro) em um item barato?

Enviado de meu ASUS_Z01KD usando o Tapatalk

Responder
udrako

administrators

Posts: 18,285
Juntou-se: May 2015
Reputação: 14
#4
16-03-2020, 06:51 AM

Hmmm, Vamos por partes.

Não tão barato assim.
P.ex. Na terceira pág. vês o pessoal na frente da vitrine do stand vendo uma dessas folheadas a ouro e gravadas por $500
Isso na época - 1915 - em plena WWI, era um valor bem elevado. E, o poder de compra do dolar e hora trabalhada naquela época era outro.
   

Aqui, podemos ter uma noção da diferença dos preços e horas trabalhadas.

https://www.bls.gov/opub/mlr/2016/articl...n-1915.htm

https://blog.newspapers.com/find-how-far...o-in-1915/

Responder
udrako

administrators

Posts: 18,285
Juntou-se: May 2015
Reputação: 14
#5
16-03-2020, 07:14 AM

Vamos agora a outra questão que vou tentar expor muito superficialmente.

O Valor de objetos.
Ai entra-se em uma questão bem complexa.
Um objeto pode possuir varias precificações.
Um objeto em si pode ser barato, mas a sua tiragem, produção limitadissima, o torna um simbolo de status social.
Por. ex. Um simples punhal. Nos tempos antigos, ao ser adornado e marcado com a simbologia ou o nome de um chefe, de um poderoso, se tornava caro. Se tornava simbolo de status.
O trabalho de adorno em si, já gera um valor maior, pois dificilmente um gravador, artista, etc, vai sair embelezando com a sua arte, gratuitamente todos os objetos disponiveis que vê pela sua frente. Ou seja, um simples um objeto, como uma dessas sr, ao receber o revestimento triplo de outo ou prata, e uma decoração diferente já elevava seu valor.
Some-se isso a um outro detalhe. A transmissão de um objeto.
Os objetos eram feitos para durar e não eram descartáveis. Logo, eram passados de pai para filho.
E muita das vezes adornados de alguma forma.
Vemos um exemplo disso quando Monteiro Lobato comenta sobre a bengala de castrão herdada que pertencera - não lembro se a seu avo ou pai - com as iniciais gravadas que eram diferentes das dele, rs rs.
Ou seja, uma simples caneta, gravada com o nome do presenteado, passada de pai para filho por gerações era um habito salutar que dava um valor acima de um valor precificável.
Eu mesmo tenho alguns objetos simples, gravados com o nome de meu pai, avô, etc, guardados comigo. Penso ser uma forma de preservar a memória dos que me foram caros. Um forma de respeito.

Hoje, com a política forçada de inversão de valores, já não temos - infelizmente - as tradições salutares do passado.
Quem, ao dar um objeto de presente hoje, faz gravar o nome do presenteado no objeto, como uma forma de estima, de honrar o presenteado?

Enfim, esses são apenas alguns pequenos motivos e situações que faziam um objeto simples se tornar valioso.

Responder
jlcarneiro


Posts: 757
Juntou-se: Nov 2017
Reputação: 0
#6
16-03-2020, 08:04 AM

Valeu, udrako!

É sempre bom conversar com quem entende!

Enviado de meu ASUS_Z01KD usando o Tapatalk

Responder
udrako

administrators

Posts: 18,285
Juntou-se: May 2015
Reputação: 14
#7
16-03-2020, 12:51 PM

Opa amigo, quem me dera Smile
Eu que agradeço Smile

Responder



Lingua:
Tema: